Archive for the ‘HQ’ Category

h1

Watchmen

março 8, 2009

watchmen

Infilmável. Esse era o adjetivo mais utilizado quando falava-se em adaptações de Watchmen, obra-prima de Alan Moore e Dave Gibbons. E, pra falar a verdade, filmar toda a obra como a original é realmente impossível. O texto tem detalhes demais, sutilezas demais para caber em duas (ou três) horas de filme.

A boa notícia, porém, é que Zack Snyder, o “visionário” (‘té parece) diretor de 300, conseguiu transpor para a tela todo o clima de Watchmen, criando um excelente filme, que vale toda a expectativa criada em cima dele. Ele contém basicamente o centro da narrativa da HQ: em 1985, numa época em que o vigilantismo é proibido e com Nixon em seu quinto mandato consecutivo, o Comediante é morto e Rorschach passa a investigar sua morte, ao mesmo tempo em que o Relógio do Juízo Final avança para a meia-noite, significando a destruição da humanidade por uma guerra nuclear. Falar mais do que isso pode estragar a surpresa de quem não conhece a HQ (e quem conhece, já sabe do que se trata, hehehe. Porém, vale lembrar que o final do filme é diferente dos quadrinhos. Funciona extremamente bem, apesar de tudo.).

Os créditos iniciais foram perfeitos. Ao som de The Times They Are A-Changing, do Bob Dylan, conta-se a história do mundo e dos heróis desde 1940, com a criação dos Minute Men até os anos 1980, passando pela criação dos Watchmen, a proibição do vigilantismo e a iminente guerra entre os EUA e a URSS. Infelizmente a trilha não segue esse casamento perfeito do início. A utilização de 99 Luftballons (apesar de ser uma ótima música) durante o encontro do Coruja com a Espectral em suas identidades civis me fez pensar em Férias Frustradas (especialmente pelo fato de que o Coruja está IGUAL ao Chevy Chase) e usar The Sound of Silence na cena do funeral também não ficou legal. A Cavalgada das Valquírias então, ficou horrível (apesar de nos fazer lembrar de Apocalypse Now)…

Fora esse pequeno detalhe (que nem é tão grande assim, já que as músicas em si são excelentes), pode-se dizer que Watchmen é a melhor adaptação de quadrinhos, ainda mais por fazer jus ao material original. Ah, e vale dizer que ainda serão lançados DVDs de Os Conto do Cargueiro Negro (o quadrinho dentro do quadrinho), Sob o Capuz (documentário escrito pelo primeiro Coruja) e do próprio filme, que terá uma hora a mais de duração, devendo mostrar coisas que ficaram de fora da versão do cinema, como a interação entre os habitantes de New York (senti falta do garoto e do dono da banca de jornal…)!

Anúncios
h1

Fábulas na TV? Muito bom!

dezembro 10, 2008

Fables

Hoje meu coração se encheu de emoção! É que li no Delfos que:

Fábulas será adaptado para a telinha

A série em quadrinhos da Vertigo, Fábulas, ganhará uma adaptação para a televisão, segundo o The Hollywood Reporter. A criação e produção está por conta de Stu Zicherman e Raven Metzner, que já estão escrevendo o roteiro para o especial de uma hora que será exibido na rede de TV ABC. Ambos trabalharam juntos em Six Degrees.

Fábulas, que na versão de celulose é escrito por Bill Willigham, mostra vários personagens dos contos de fadas vivendo junto conosco, na Nova Iorque do século XXI. Eles vivem em uma sociedade paralela, despercebida pelos humanos, exilados do mundo de faz de conta, tomado pelo Adversário. Nesta versão, a Branca de Neve é uma mulher poderosa e decidida, o Lobo Mau é um detetive que divide o apartamento com um dos Três Porquinhos, e a Cachinhos Dourados é uma revolucionária Marxista ninfomaníaca com tendências à zoofilia. O_o

O autor falou ao Newsarama sobre a adaptação. Apesar de ainda não ter lido o roteiro do episódio piloto, ele diz que já foi aprovado pela DC Comics. Além disso, confirma a presença da Branca de Neve e do Lobo Mau na série. Bill também acha que a natureza “episódica” da televisão é mais apropriada a Fábulas do que o cinema, o que o deixa bastante animado. Ele afirma que a televisão não alterará os rumos da HQ, que será a história “oficial”.

Eu fico bastante animado com este anúncio, já que Fábulas é muito, mas muitíssimo bem escrito. Também tem o equilíbrio perfeito entre fantasia e drama, coisa que todas as séries têm tentado encontrar até agora.

Já vinha pensando nisso há algum tempo, em como seria legal se Fábulas virasse um filme (bem, teria que ser no mínimo uma trilogia – apesar de detestar isso -, por causa da complexidade da trama. Aliás, deixa eu falar mais um pouquinho sobre ela:

Fábulas é sobre, bem, fábulas que tiveram que fugir de seu mundo natal, as Homelands, quando um terrível mal (conhecido como Adversário) começa a conquistar todos os reinos, um após o outro. eles acham um portal para a Terra e se instalam no meio de Manhattan (num quarteirão que eles chamam de Fabletown), com um anexo no norte do estado para as Fábulas Animais, que não podem viver nas cidades. O interessante são as interpretações dadas aos personagens: Branca de Neve é a comandante de fato de Fabletown, enquanto o Lobo Mau é o xerife. Príncipe Encantado é um casanova que já foi casado com Branca de Neve, Cinderela e Bela Adormecida (e pulou a cerca com as três). João é um amálgama de todos os Joões das Fábulas (exceto João e Maria, que em inglês é Hans & Grethel…) e Rapunzel tem o problema de não poder sair por mais que uma hora, ou senão os humanos verão que seus cabelos crescem mais rápido do que deveriam. Aliás, pode-se espera qualquer tipo de personagem na HQ: tem até Mogli, o Menino Lobo (um espião a serviço de Fabletown) e personagens da Terra de Oz, como Bufkin, um macaco alado.

As histórias, extremamente bem escritas por Bill Willigham, começam com as investigações do assassinato de Rosa Vermelha, irmã de Branca de Neve, passam pela Revolução dos Bichos (da Fazenda) e vão até a Guerra contra o Adversário, em que ambos os lados têm que conseguir aliados (inclusive nas terras das 1001 Noites). Falando em Adversário, a revelação de quem ele é foi uma das maiores surpresas da série. Não dá nem pra acreditar!

Fábulas é publicada no Brasil na revista Fábulas Pixel (já tá no número 4, além de dois encadernados que saíram pela devir), e nos EUA já foram lançados encadernados até a edição 75 (eu tenho todos, se quiser, me pede que eu não empresto, hehehe).

Tomara que essa série vá pra frente, porque, se seguir a mesma qualidade do papel, vai ser, tranquilamente, a melhor série da TV.

Fables 7

h1

Sonho e Morte

fevereiro 8, 2007

Ah, pra quem não conhece Sandman (post abaixo), tá aí uma figura dele e da irmã (e vê se o Bowie e a Cyndi não são escolhas perfeitas pro filme do Joel “AARGHH” Shumacher):

h1

Delírio ou Pesadelo?

fevereiro 8, 2007

Joel Schumacher quer adaptar Sandman para o cinema (Aqui e aqui)

Joel Schumacher, responsável pelos execráveis Batman Eternamente e Batman & Robin (sim, aquele do Bat-Cartão de Crédito) quer dirigir uma das maiores obras-primas dos quadrinhos de todos os tempos, Sandman.

Aimeudeusdocéu. Tanta gente boa e me aparece esse sujeito aí? Tomara que isso NUNCA aconteça. A não ser que você queira ver o Senhor dos Sonhos num lindo colant preto e roxo, com o cabelo e maquiagem à la David Bowie em Labirinto (aquele filme da Sessão da Tarde, lembra?) e Morte sendo interpretada por alguém vestida de Cindy Lauper. Um luxo!


Os irmãos Sandman e Morte? GAAAAAHHHHH!!!
h1

Heroes = X-Men??

dezembro 1, 2006

Eu já falei que Heroes é muito bom aqui. Mas dá pra perceber que, apesar do criador da série falar que nunca leu quadrinhos na vida, os personagens são muito parecidos com uma certa equipe X… Hoje eu vou falar das “inspirações” para os poderes deles (porque plágio é uma palavra muito forte…). Olha só como parecem:

Peter Petrelli. Peter pode receber os poderes dos Heroes que estão perto deles, sem o pequeno incoveniente de matar a pessoa enquanto faz isso. Por isso ele é Vampira 2.0.

Nathan Petrelli. Além se ser rico e arrogante, o irmão do Peter tem o poder de voar. Só isso. Anjo na veia.

Matt. Matt, apesar de ser o mais bobão da série, possui um poder X-Men dos mais poderosos: a telepatia. Teoricamente seria o Professor Xavier, mas ele é muito bundão pra isso, então vai ficar com a Jean Grey downgraded (sem o poder de telecinese).

Claire. A cheerleader pode se recuperar de qualquer ferimento causado a ela, até depois de morta! Parece ser um Wolverine evoluído (se bem que depois disso, acho que é só Wolverine mesmo…).

D. L. Poder de atravessar paredes? Lince Negra, não tem nem o que falar.

Nikki. A loira possui um alter-ego selvagem e super-forte. É o Hulk 2.0, já que possui vantagens como continuar inteligente, não ficar verde e continuar linda. Pena que não consegue se transformar em uma boa atriz…

Micah. O Garoto do Inferno (sim, eu detesto esse menino), ao que parece, tem um poder parecido com o Forge, de montar e fazer funcionar qualquer aparelho eletrônico. Pelo menos foi o que pareceu, fazendo funcionar aquele telefone público e desmontando o computador dado pelo avô…

Isaac. Poder de pintar o futuro. Tá, admito não saber quem tem um poder parecido com esse nos quadrinhos. Sei lá, tem algum oráculo nos X-Men??

Hiro. O personagem mais legal da série possui o dom de se teleportar, parar o tempo e ir para o futuro e pro passado. Me parece uma mistura de Noturno com a Piper, de Charmed (Eu via, tá legal??)

Charlie. O amor da vida do Hiro (sim, Charlie é uma mulher) lembra de tudo o que vê e lê. Só pode ser a Sábia… Pena que morreu.

Haitiano. Ele tem o poder de bloquear os poderes dos outros Heroes. Parece uma versão menos Morlock (ou não :-P) do Sanguessuga.

Eden. Tem o poder de hipnotizar as pessoas através da fala. A mutante Siryn também tem essa habilidade (só que através de gritos, como as sereias gregas), assim como a própria Jean Grey.

E, finalmente, o vilãozão-mor:

Sylar. Ah, o Sylar só pode ser a Vampira 7.0! O problema é que tem que comer o cérebro da pessoa pra ficar com seu poder, mas isso é só um detalhe…

h1

Mais essa agora

novembro 11, 2006

Virou festa, é? Depois de ver o Wolverine ser literalmente explodido da metade do corpo pra baixo, ser esmagado, cortado e tomado milhões de tiros do Justiceiro e regenerar-se em minutos, agora mais essa. Olha só um preview de uma história do Wolvie a ser lançada nos EUA:


Me explica isso. O poder do Carcaju então está nos ossos de adamantium dele? Isso quer dizer que você pode até fritar todos os miolos dele que ele não morre? E como assim ele se regenera em cinco segundos?
É por essas e outras que eu prefiro o Ciclope