Archive for dezembro \30\UTC 2008

h1

Up, a animação sobre o Padre Voador?

dezembro 30, 2008

A nova animação da Pixar, com estréia para dia 29 de abril, se chama Up, e conta a história de Carl, um homem de 78 anos que quer conhecer o mundo. Então ele amarra balões à sua casa e vai para a América do Sul. Só depois da partida que ele percebe que está levando também um garotinho de 8 anos de idade…

Up

Aposto que se o padre voador tivesse levado um garoto metido a sabe-tudo de 8 anos de idade na sua viagem, ele não teria ficado perdido por não saber usar o GPS. Se bem que provavelmente seria acusado de pedofilia…

h1

Strip Friday

dezembro 26, 2008

Essa Strip Friday está no clima de Natal. Bem, pelo menos no Natal do Calvin…

calvin-e-deus

-Se eu desse as ordens, nós nunca veríamos grama entre outubro e maio.
-No três, certo? Um… dois… três!
-NEVE!!
-Eu disse “Neve”. Vamos! Neve!
NEVE!
-Tá bem, não neve. Veja se eu ligo. Eu gosto desse tempo! Pode continuar para sempre!
Por favoooor, neve! Por favor, só trinta centímetros! Tá, vinte! Só isso! Vamos! Quinze centímetros, até! Que tal só quinze?
-TÔ ESPERAAANDO…
-RRRRGGHHH
VOCÊ QUER QUE EU VIRE ATEU?

h1

Bottom 5 Séries de 2008

dezembro 24, 2008

Continuando as listas, vou fazer agora a de Piores Séries do ano! Esse post vai ser bem menor, porque ninguém aguenta essas séries mesmo, então why bother, né?

#5 The Big Bang Theory
Olha, eu sei que essa é uma das séries mais vistas do Brasil e tal, e que o Sheldon é O cara, mas não dá. Não suporto aquele troço, acho forçado demais… Imaginem quatro Franklins (aquele moleque chatíssimo de My Wife and Kids) versão adulta interagindo durante meia hora… GAAAHHHH! Não dá.

#4 Kath & Kim
Bom, na verdade, dessa série eu só vi um episódio, mas era tão chato que nem me arrisquei a ver mais. Ela é um remake de uma comédia australiana, em que estrelam a mãe e filha do título e seus problemas de relacionamento. Bom, dessa basta dizer que um jornal americano chamou o piloto de “candidato ao pior remake de séries já feito”.

#3 Heroes
Sim, já vi Heroes. Pronto, depois que já confessei o mico, posso pelo menos dizer, em minha defesa, que foi durante metade da primeira temporada, e só. Mas continuei acompanhando as notícias e, gente, o que é isso? A série bate recorde de piores personagens do mundo, parece até a novela A Favorita (aliás, só o Mohinder já pega umas quatro posições do ranking), de piores diálogos, de piores tramas. Tudo! Vou até deixar aqui um post quea Claudia Croitor fez no Legendado: http://colunas.tv.globo.com/legendado/2008/12/22/heroes-13-no-messenger/

#2 90210
OK, a primeira série era legal. Beverly Hills 90210 (ou Barrados no Baile, bizarramente traduzida pela Globo) não era assim um primor de seriado, mas divertia (fora que é uma comédia ver as roupas e os penteados do início dos anos 90, né?). A nova, por outro lado, é MUITO fraca. Os personagens são muito sem-sal, a família principal parece saída diretamente de um comercial de margarina, os pais continuam a parecer ter cinco anos a mais que os filhos, mudaram o Peach Pit pra parecer mais com essas coisas modernas e pasteurizadas…

#1 Knight Rider
Essa eu resisti mais um pouco e vi três episódios, mas também já desisti. Primeiro porque os atores são bem fraquinhos, daqueles que são bem bonitinhos e tal, mas têm a profundidade dramática de um pires. Tipo Malhação. Mas o pior mesmo foi que fizeram o K.I.T.T virar um Transformer! Sem brincadeira, ele já virou um 4×4, uma picape, tem um modo de ataque… é só criar um programa, fazer o upload e pronto! E ele ainda faz tudo isso com o motorista dentro! Não é de se estranhar que esteja perigando ser cancelada…

Cuidado! Não olhe diretamente para a imagem acima! Séries potencialmente danosas a seu cérebro!

h1

5 filmes mais esperados de 2009

dezembro 23, 2008

#5 Operação Valquíria
Baseado em uma história real de uma conspiração do exército alemão para assassinar Hitler, em 1944. Com Tom Cruise.

#4 The Spirit
Baseado nos quadrinhos de Will Eisner, vai ser feito do mesmo estilo de Sin City, com contrastes de preto e branco e mulheres sensuais. Apesar de ter acabado de descobrir que a crítica não está gostando muito (29% no Rotten Tomatoes), ainda quero ver. Ainda mais porque tem Samuel L. Jackson como vilão.

#3 Coraline
Baseado em um livro de Neil Gaiman (muito bom, por sinal), Coraline conta a história da menina do título, que depois de se entediar em sua nova casa, descobre um novo mundo atrás de uma porta, onde vivem versões de seus pais, mas com botões onde deveriam haver olhos… É uma animação 3D em stop motion, mas acredito que a parte em 3D não deva vir para o Brasil…

#2 Watchmen
Baseado nos ultra-mega-hiper-super fodões quadrinhos de Alan Moore, Watchmen se passa em um mundo onde heróis mascarados são considerados fora-da-lei, e por causa disso todos, exceto um, pararam com o vigilantismo. O problema começa quando um desses heróis é assassinado e as pistas indicam que o assassino pode ser um dos outros…

#1 The Curious Case of Benjamin Button
Baseado em um livro de F. Scott Fitzgerald, o filme conta a história de Benjamin Button (Brad Pitt), que nasce com 80 anos e vai rejuvenescendo com o tempo. Na verdade não sei muito mais que isso, mas foi o suficiente para que esse se tornasse o filme que mais espero agora em 2009…

Último comentário: Reparem que todos os meus comentários começam com “Baseado…”. Penso se isso não é um sinal de que boas idéias novas estão ficando escassas em Hollywood…

h1

Top 5 de bandas que descobri esse ano

dezembro 23, 2008

Daqui a pouco começaremos a ouvir a Simone cantando “Então é Natal” e propagandas do programa do Roberto Carlos na televisão. Isso só pode significar que é fim de ano, e nada combina mais com fim de ano que… Listas!

Então resolvi fazer o Top 5 de bandas que descobri em 2008. Não interessa se ela é nova ou velha, se tem um CD lançado ou 543, o que importa é que eu tenha começado a ouvi-la esse ano. Vamos lá:

#5 The Hold Steady
Nunca tinha nem ouvido falar da banda até o início desse ano, mas descobri que já são velhos de estrada e têm 4 CDs lançados, apesar de eu só conhecer o último, Stay Positive, que chegou a ser o #1 na UK Indie Chart. São frequentemente comparados a Bruce Springsteen, e isso só pode significar uma coisa: o bom e velho rock’n’roll. OLEDS picks: Joke About Jamaica, Yeah Sapphire

#4 Spoon
Essa é uma banda favorita de muita gente, mas nunca tinha parado pra escutar (na verdade, a única música que tinha escutado foi uma que apareceu em The O.C. (o seriado era uma titica, mas a trilha era excelente, e ainda nos deu uma das melhores esquetes do SNL, Dear Sister). A banda lançou seu último CD Ga Ga Ga Ga Ga (cacho que acertei no número de Gas, sei não) e nem dei muita bola, achei que com um nome desses o álbum ia ser uma droga, hehehe. Mas há poucos meses resolvi dar uma chance e vi que era uma besteira muito grande de minha parte e que eles realmente valem a pena ser escutados. OLEDS picks: Don’t Make Me a Target, You Got Yr. Cherry Bomb.

#3 The Most Serene Republic
Essa é uma banda difícil de caracterizar. Talvez o som mais próximo deles seja o da banda Broken Social Scene (que infelizmente também não é bem conhecida), mas vou tentar mesmo assim: pense em muitas vozes e muitos instrumentos misturados, revolvidos e jogados de volta, além de letra e música bastante intrincadas – sério, eu nunca entendi nenhuma letra deles. Mas tudo isso de maneira interessante, e curiosa. OLEDS picks de seu segundo CD, Population: Present of Future End, The Men Who Live Upstairs.

#2 Los Campesinos!
Seguindo a tradição de bandas com “!” no nome, Los Campesinos! foi uma das mais gratas descobertas que tive esse ano (eles já têm dois álbuns – Hold On Now, Youngster… e We Are Beautiful, We Are Doomed, ambos lançados esse ano. Prolixos, né?). Na verdade, é um gosto adquirido. A primeira vez que você escuta a voz levemente desafinada de Gareth Campesinos! (é, os membros usam a banda como sobrenome, uma coisa meio Tianastácia de ser), você pensa “Que coisa é essa?”, mas como o instrumental é muito bom, você acaba se acostumando e até gostando do vocal. Fora que suas músicas têm ótimos nomes, como This Is How You Spell “HAHAHA, We Destroyed the Hopes and Dreams of a Generation of Faux-Romantics”. Fala que não é ótimo? OLEDS picks: 2007: The Year Punk Broke (My Heart) e You! Me! Dancing

#1 The New Pornographers
Descoberta recentíssima graças às recomendações do last.fm, Os Novos Pornógrafos são a minha banda favorita do ano. Definitivamente. Eu simplesmente não consigo parar de ouvi-los.  O supergrupo (aparentemente todos os integrantes já eram relativamente famosos no Canadá, de onde vem a banda) possui uma música bacana, e dois vocalistas muito bons (especialmente a mulher, Neko Case). Ouvi dois CDs excelentes (Twin Cinema e Challengers), e não sei porque eles não são mais conhecidos aqui… OLEDS picks: Challengers, My Rights Versus Yours e The Bleeding Heart Show.

Runners-up: MGMT, Interpol, +/-, The Boy Least Likely To, Margot & The Nuclear So & So’s

h1

Strip Friday

dezembro 19, 2008

Suicide bombers

Os primeiros homens-bomba

Via Wulffmorgenthaler

h1

Filmes que nunca deveriam ter sido feitos – Parte II: A Missão

dezembro 18, 2008

Lááááááá em 2006, em um de meus primeiros posts eu falei sobre uma tragédia anunciada: o filme Mulher-Gato, que tinha tudo pra dar errado (e deu…). A intenção era fazer uma série de posts, mas acabou que, bem, para ser franco, esqueci. Mas agora resolvi continuar a lista, com outro filme terrível, que não podia ter sido visto por olhos humanos:

Os Esquecidos ou Como Vou Resolver o Problema da Trama?

Esse filme parte de uma premissa extremamente interessante: Julianne Moore (sim, por incrível que pareça ela aceitou particpar dessa coisa) faz o papel de uma mãe que perdeu o filho em um acidente aéreo há pouco tempo. O problema é que ninguém mais se lembra dele: nem seus amigos, nem seu psiquiatra, nem o próprio pai dele! Até aí, o filme é superempolgante e muito bem construído. Você fica com a pulga atrás da orelha… Será que a mulher é doida mesmo? Será que ela inventou tudo? Será que é um fantasma?

Durante a procura pelo filho, ela se lembra de um outro pai cuja filha também morreu no mesmo acidente. Depois de convencer o pai que sua filha realmente existiu (depois de mostrar que o quarto dela foi mal-explicadamente pintado), ele se junta a ela na busca pelas crianças. O filme ainda mantém aquele suspense, você fica se perguntando qual a explicação daquilo ter acontecido, ainda mais sabendo que a mulher tem razão.

E aí… o filme desanda. E não é pouco não. Toda aquela expectativa criada durante o início dele é jogada no chão quando um policial é literalmente chupado pro infinito e além, e vem a péssima explicação: foram aliens. Sim, A-L-I-E-N-S. Pra mim é um dos casos de estagiário dando palpite. Sabe, todo mundo em volta da mesa, discutindo os rumos da história e quebrando a cabeça pra resolver o problema, quando o estagiário-júnior chega carregando o café do pessoal, e fala bem baixinho: Aliens? E ficou!

E claro que a explicação é terrível… Eles querem fazer experiências com os humanos, mas ao invés de sondas anais, começaram a mexer com a cabeça da gente. A Julianne Moore só lembra do filho porque tem uma grande força de vontade… (não parece a mesma explicação frouxa de Sinais, em que os ETs que vem pra Terra têm medo… d’água?).

Olha, é difícil dar uma nota pra esse filme, porque na verdae são dois-em-um. Pro início, eu daria facilmente um 9. Infelizmente, sem final não tem filme, e pra essa parte, vai um:

0/10

0/10

Filmes que nunca deveriam ter sido feitos: This time is 4 real

Filmes que nunca deveriam ter sido feitos 3 – O Retorno

Filmes que nunca deveriam ter sido feitos – 1