Archive for junho \30\UTC 2008

h1

Superb in every word…

junho 30, 2008

E não é que ontem foi o show gratuito do Go! Team, que deve ser a minha segunda banda favorita (pois é, ainda tá pra aparecer uma que bata Guillemots) e EU. NÃO. FUI. Cara, que raiva. Quando esses caras vão voltar no Brasil? Bom, o jeito é apelar pro YouTube mesmo, né? Ou alguém quer me pagar uma passagem pra Inglaterra? 😛

(Assistam pelo menos ao segundo vídeo. Mesmo que não gostem da música, o filme é sensacional)

Anúncios
h1

Fringe

junho 22, 2008
Uma série criada por J. J. Abrams, em que há uma queda de avião e muitos mistérios que vão mexer com a cabeça dos espectadores até o seu final.

Pode até parecer, mas isso não é Lost e não foi escrito em 2005. É só a premissa de Fringe, a mais nova série do criador do seriado mais comentado dos últimos tempos (até eu, que não agüento assistir a mais nenhum episódio desde o meio da segunda temporada, sei de tudo o que acontece).

Lendo o primeiro parágrafo pode até parecer que é um “meio-plágio” dos Perdidos, mas na verdade Fringe não tem muito a ver com ela. Bom, excetuando os mistérios e a Corporação Do Mal da vez, que no caso é a Massive Dynamics, uma superempresa que já desenvolveu até membros cibernéticos… Sinceramente, me cansa um pouco essa coisa de corporação, que é a moda do momento, aparecendo em tudo quanto é série (Lost, Heroes, Prison Break, …).

Tudo começa com um terrível acontecimento no vôo 827 de hamburgo para Boston, que chega ao aeroporto com todos os ocupantes horrivelmente mortos. Olivia Dunham, uma agente do FBI, e seu parceiro (em mais de um sentido) John Scott começam a investigar o caso, e logo descobrem ue tem a ver com a fringe science (ciência alternativa ou pseudo-ciência), que mexe com coisas como teletransporte, telecinese, invisibilidade e reanimação de cadáveres. Assim, Olivia tem que contar com um dos maiores cientistas dessa área, Walter Bishop, e sue filho, Peter Bishop, um gênio (com QI de 190!) que não terminou o segundo grau (e vivido por ninguém menos que Joshua Jackson, o Pacey de Dawson’s Creek e aquele menino de D2 – Nós somos os campeões). A partir daí tem-se coisas como tanques salinos, perseguições e uma vaca.

No final tem aquele cliffhangerzinho básico, para nos prender a atenção e garantir a audiência do segundo episódio. E, pelo que foi o primeiro, ela vai existir. O piloto foi muito bem feito, com excelentes efeitos especiais (parece que a Fox gastou U$11 milhões para esse especial de 1h20 de duração) e a história deve agradar em cheio fãs de Lost, Alias e Arquivo X.

h1

Mãe, cadê o Bola de Neve I? E o II? E o III?

junho 12, 2008

Depois do Melhor trocadilho de todos os tempos apresento a vocês:

O PIOR trocadilho de todos os tempos!!!
Sai um Filé de Chaninho pra mesa 2!

PS.: Bola de Neve?

h1

Notícia bizarra da semana

junho 9, 2008

Sim, eu sei que ainda estamos na segunda, mas eu DUVIDO que alguma outra notícia bata essa:

Fotos do primeiro homem grávido do mundo:

Antes que você se pergunte:

1. Sim, são reais. Nada de Photoshop aqui.
2. A história: Ele era ela. Ela era quase Miss Hawaii. Ela quis mudar de sexo. Ele(a) casou com uma ela. Como a ela não podia ter filhos, ele(a) decidiu engravidar.
3. Não, eu não sei se na certidão de nascimento vai aparecer algo como Nome da mãe: João.
4. Lembram do Junior? 😛

h1

Novo repórter da rede Globo

junho 5, 2008

Zé da Merda, opa! Zelda Melo espera a oportunidade pra mandar o William Vaca, opa! William Waack ir cagar.

h1

Notícia bizarra da semana

junho 4, 2008

‘Surto’ de passageiro obriga avião a pousar em Cumbica

Um vôo da TAM que partiu por volta das 13 horas de ontem do Aeroporto de Congonhas, na zona sul de São Paulo, em direção a Brasília, foi obrigado a pousar no Aeroporto Internacional de Cumbica, em Guarulhos, por conta de um “surto psicótico” de um dos passageiros. O passageiro, supostamente com problemas mentais, foi retirado pela Polícia Federal após ter uma espécie de ataque e quebrar uma lanterna dentro do avião com um chute.

Má que que isso?? Um chute numa lanterna?? Daquelas que ficam em cima da cabeça? Isso é um trabalho para Lindomar, o Sub-Zero brasileiro!