h1

Mothafuckin’ Snakes!!!

agosto 31, 2006
Que Snakes on a Plane é o melhor filme ruim do ano, todos nós sabemos. Que Serpentes a Bordo não tem nem metade do cool do título original, também. O que a gente não sabe é como eles vão traduzir o infame bordão “I’ve had it with these mothafuckin’ snakes on this mothafuckin’ plane!”, nem quais são as cobras que vão dar o ar de sua graça no filme. Bem, graças ao Omelete, metade dessas perguntas foram respondidas. Aí em baixo vai a lista de todas as cobras que aparecem no filme (repare que algumas têm até nome!), reais ou não:

Agkistrodon piscivorus
Hannibal

Também conhecida como cottonmouth (boca de algodão), é uma cobra muitíssimo venenosa. Possui um órgão termorreceptor para detectar presas de sangue quente. Hannibal é uma sobrevivente!

Mamba Negra
Cujo

A cobra mais rápida do planeta, a mamba é muito agressiva e levanta a parte frontal do corpo a grande altura do chão quando ataca.

Píton Burmesa
Kong

Essas têm dentes ENORMES e em grande quantidade! Essa píton pode atingir
mais de 6 metros de comprimento e pesar 90 quilos. Usamos uma píton viva de 5,5 metros chamada Kitty, uma píton de borracha para uma longa queda e uma píton em computação gráfica para matar a presa.

Cabeça-de-cobre

É a cobra venenosa mais comum de se encontrar no leste dos EUA. Mortes
causadas pelo veneno da cabeça-de-cobre são raras, mas não no nosso filme! Trata-se de uma criaturinha bem desagradável!

Cobra-coral

Muitíssimo perigosa e sorrateira. O veneno paralisa o sistema nervoso
central. Agarra-se à vítima ao picar, inoculando o máximo de veneno
possível.

Bothriechis Schlegelii de Honduras

Conhecido por sua cabeça grande e triangular, e olhos com pupilas verticais.
Elas têm dentes grandes, parecidos com seringas hipodérmicas, na mandíbula
superior, que se retraem quando não estão em uso.

Mamba Verde

É a espécie de cobra mais terrível da África. Muitíssimo venenosa e
agressiva, suas vítimas têm pouca chance de escapar de uma picada. Ela não é uma graça?

Píton Verde das Árvores

Na natureza, essa não é uma cobra venenosa, mas gostamos tanto da aparência dela que colocamos alguns dentes e lhe demos agressividade.

Mamba Rosa

Parente próxima da mamba preta e da verde, não encontrada na natureza, só em aviões.

Cobra-covinha
Scarface

Recebe esse nome devido às fossetas, localizadas logo atrás das narinas e
cobertas com uma membrana termorreceptora. As cobras-covinhas usam esse órgão para caçarpresas de sangue quente.

Porthidium

Conhecida como Jararaca de Picados. O veneno desta espécie é muito perigoso. Ele não só mata o alimento como também auxilia no processo de digestão.

Salamanta

Nativa do Peru, é muito difícil determinar o sexo dessa cobra de cores
brilhantes antes dos três anos de idade. Depois que as cobras chegam aos
oito anos, a cabeça tanto de machos como de fêmeas se torna notavelmente maior.

Cascavel
Jake

Nativa da Califórnia, essa víbora com fossetas loreais pode controlar a
quantidade de veneno inoculado, e seus dentes são substituídos se forem
quebrados. As picadas são mortais se não houver tratamento imediato. Mesmo morta ela pode picar e injetar veneno.

Drymobius Margaritiferus

Escolhemos essa cobra por sua velocidade. Ela se move muito rapidamente e, por isso, é assustador encontrá-la. Não é peçonhenta, mas pode infligir uma picada desagradável. No vôo SPA 121, sua picada é letal!

Bothriechis Schlegelii Amarela

Conhecida por sua cabeça grande e triangular, olhos com pupilas verticais e
escamas sobre os olhos aparentando pestanas. Elas têm dentes grandes,
parecidos com seringas hipodérmicas, na mandíbula superior, que se retraem
quando não estão em uso.

Píton Bola

Encontrada na África Central e Ocidental, elas estão igualmente à vontade no chão ou em árvores. A píton bola é curiosa e carinhosa… mas não neste filme!

Naja
Freddy

A naja pode cuspir veneno à distância de 2,5 metros nos olhos da vítima. Seu veneno letal é usado em pesquisas médicas, pois contém uma enzima que dissolve as paredes das células e as membranas que envolvem os vírus.

Naja Albina

Como a anterior, mas de cor branca e com olhos vermelhos. Tivemos uma naja branca no set cujo veneno foi retirado (o que não quer dizer que a retirada de veneno possa ser confiável!).

Naja Marrom

A naja é considerada sagrada pelos budistas, que acreditam que a cobra
protegeu Buda de uma tempestade dilatando o pescoço sobre ele. Buda tocou a cobra e sua benção permaneceu nela com uma marca em seu pescoço.


Serpentes a Bordo estréia no Brasil no feriado, ou seja, não tem desculpa pra não ir!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: