h1

O Código Plágio

maio 18, 2006
Olhem só a sinopse de um livro que vai ser lançado agora em maio:

Detalhe para o nome do livro: O Código Aleijadinho

“Um estranho suicídio dentro da famosa Igreja da Sé de Mariana, em Minas Gerais, faz emergir uma espantosa conspiração para redescobrir um segredo que desde os primórdios da humanidade era protegido pela primeira sociedade secreta existente e estava perdido há mais de 200 anos. O suicida é o importante diretor do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), Walter Pilares, que acabara de encontrar a prova definitiva da existência da Sociedade dos Eternos, uma antiga seita que aprendeu como controlar a morte e teve como membros Buda, Jesus, Maomé e os profetas bíblicos.

Acuado com a presença de um espectro e percebendo a morte iminente, Walter tira sua própria vida para atrair a atenção de seus dois melhores amigos, o excêntrico e recluso especialista em arte barroca Leloir e o bibliotecário Germano Viveiros, os únicos que podem reconhecer o segredo que ele encontrou.

Quando sua filha, a estudante de jornalismo Anna Mariana, aparece para ajudar Leloir, eles se tornam os principais suspeitos do crime e, para provar sua inocência, percorrem as cidades históricas de Minas Gerais tentando decifrar um complexo jogo de peças que irá revelar o segredo mais poderoso de todos os tempos: a eternidade.

Sempre poucos minutos à frente das autoridades e dos perigosos membros da Sociedade dos Eternos interessados em proteger seu segredo, Leloir e Anna procuram pistas ocultas nas obras do mestre Aleijadinho e se envolvem numa busca fantástica pelo significado dos objetos mais fascinantes concebidos pela imaginação humana.

Fruto de intensa pesquisa de campo e quase um ano de estudo, O Código Aleijadinho mescla com perfeição uma história de suspense e informações históricas reais sobre arte, arquitetura, religião, a Inconfidência Mineira, a descoberta do Brasil. Uma apologia à cultura e às belezas brasileiras que prende o leitor do início ao fim.”

Velhino importante que suicida, especialista em arte, mulher também especialista, sociedade secreta… Caramba, não podia ser mais igual ao Código Da Vinci nem se quisesse. Agora convenhamos, querer comparar Aleijandinho com Da Vinci é dose, né?

PS.: Não duvido nada que quando um filme d’O Código Aleijadinho for feito vão chamar o Dan Stulbach para ser o protagonista. Se é pra ser plágio que seja bem feito!

Não me colocando aqueles mullets do Tom Hanks, tá valendo!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: