h1

Saiba o que vai acontecer na sua série favorita

maio 4, 2006

Se você já viu seriados americanos, você sempre vai identificar o meio e o fim de cada situação na hora em que ver o início do episódio. Veja se não é verdade:

“A vida é cheia de clichês. A TV, então, nem se fala. Diz se a gente não vê isso toda hora nas séries:

– Sempre que alguém entra numa escola nova, vem o cara ou a menina “popular” arrumar encrenca, tipo “sua vida não vai ser fácil aqui, novato”. E sempre na hora em que o personagem está guardando os livros naqueles armários. Os alunos americanos são muito maus.

– É fácil encontrar os criminosos, mafiosos, líderes de gangues, chefes de organizações terroristas internacionais: eles sempre estão em alguma boate.

– Se você está preso em algum lugar, não importa onde, fuja pelo duto de ventilação. É só subir em um lugar alto, botar as duas mãos no teto e levantar. Sempre dá certo.

– Nas séries policiais, sempre rola a briguinha entre os Feds (a galera do FBI) e a polícia local quando ambos têm que investigar o mesmo crime. Tipo “essa não é sua jurisdição” ou “esses caipiras não entendem de investigação”. No final, vencem os mais simpáticos.

– Os ricos estão sempre bolando alguma festa beneficente ou armando um jantar para angariar fundos para a caridade. Só fazem isso.

– O assistente do médico, o nerd de computador da CTU, o subordinado da tripulação da nave, o assessor do presidente, não importa. Em algum momento eles vão interromper uma reunião importante e dizer “Senhor, você precisa ver isso agora”.

– Os serial killers da séries não querem apenas matar: eles sempre estão mandando algum tipo de recado para os policiais, ou fazendo alguma charada para confundir a polícia.

– Se alguém é um executivo importante em uma empresa, em algum momento ele vai ter uma reunião crucial com um grupo de japoneses.

– E os burocratas, da polícia, do hospital, da CIA, sempre fazem as coisas erradas, nunca entendem do negócio que comandam. Sorte nossa que os subordinados sempre dão um jeito de burlar as regras e no fim têm razão.

– Dois personagens brigam ou se detestam, mas em algum momento um ajuda o outro. E o capítulo termina com o que ajudou indo embora, e o outro chamando: “Fulano?” Ele olha para trás e o outro diz: “Obrigado”.

– Em qualquer série médica, pelo menos uma vez por temporada alguém tem que optar por ser operado e correr risco de morrer ou não ser operado e correr risco de morrer. E a pessoa sempre opta por operar.”

http://legendado.globolog.com.br/


Por que será que a gente continua vendo séries, então? Deve ter algum tipo de droga passada através da televisão, não é possível!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: